Xiru Lautério "O PERSONAGEM MAIS BAGUAL DAS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS BRASILEIRAS"

28 de dez de 2009

Livro A Culpa é do Padre

Economia & Turismo






Lemos e Schirmer prestigiam o lançamento do livro Economia & Turismo.

Livro Economia & Turismo


16 de dez de 2009

Pérolas na Rede

A ESTRANHA BELEZA DA LÍNGUA PORTUGUESA...

Um político que estava em plena campanha chegou a uma pequena cidade,
subiu para o palanque e começou o discurso:
- Compatriotas, companheiros, amigos! Encontramo-nos aqui, convocados, reunidos ou juntos para debater, tratar ou discutir um tópico,tema ou assunto, o qual me parece transcendente, importante ou de vida ou morte.
O tópico, tema ou assunto que hoje nos convoca, reúne ou junta é a minha postulação, aspiração ou candidatura a Presidente da Câmara deste Município.

De repente, uma pessoa do público pergunta:

- Ouça lá, porque é que o senhor utiliza sempre três palavras, para dizer a mesma coisa?

O candidato respondeu:

- Pois veja, meu senhor: a primeira palavra é para pessoas com nível cultural muito alto, como intelectuais em geral; a segunda é para pessoas com um nível cultural médio,como o senhor e a maioria dos que estão aqui.
A terceira palavra é para pessoas que têm um nível cultural muito baixo, pelo chão, digamos, como aquele bêbado, ali deitado na esquina.

De imediato, o bêbado levanta-se a cambalear e 'atira':

- Senhor postulante, aspirante ou candidato:
(hic) o facto, circunstância ou razão pela qual me encontro num estado etílico, alcoolizado ou mamado (hic), não implica, significa, ou quer dizer que o meu nível (hic) cultural seja ínfimo, baixo ou mesmo rasteiro (hic).
E com toda a reverência, estima ou respeito que o senhor me merece (hic) pode ir agrupando,reunindo ou juntando (hic) os seus haveres, coisas ou bagulhos (hic) e encaminhar-se,dirigir-se ou ir direitinho (hic) à leviana da sua progenitora, à mundana da sua mãe biológica ou à puta que o pariu!


Não sei quem é o autor, recebi por email...

10 de dez de 2009

O RISO É LIVRO
























O RISO É LIVRO EM ITINERÂNCIA NACIONAL


Edital da CEF contempla o projeto em
mostras no Rio de Janeiro e Brasília

O resultado foi revelado ontem, no site da Caixa Cultural: o projeto O Riso é Livro, inscrito pela Liga Produções, com a curadoria do Fraga e designde Fabio Zimbres, foi um dos selecionados para patrocínio. Isso quer dizer que a mostra coletiva de 30 painéis com cartuns sobre livro – 15 pintados em Porto Alegre, na Feira do Livro de 2008 e 15 pintados em Santa Maria, no 6º Cartucho em 2009 – a partir de março de 2010 vai ter itinerância nacional. Serão duas exposições iniciais, que ocuparão espaços no primeiro e no segundo semestre, a saber: Caixa Cultural do Rio de Janeiro, de 2/mar a 9/mai; e Caixa Cultural de Brasília, de 28/out a 28/nov. Grafarianos participantes, da capital e do interior: Alisson, Bier, Byrata, Cado, Chiquinha, Edgar Vasques, Elias, Eugênio Neves, Fabio Zimbres, Fraga, Hals, Jô, Juska, Kayser, Lancast, Louzada, Luis Fernando Veríssimo, Máucio, Maumau, Moa, Rafael Corrêa, Rafael Sica, Rodrigo Rosa, Ronaldo, Ruben, Santiago, Simch, Uberti, Vilanova e Wagner Passos. Enquanto a cobertura de O Riso é Livro no 6º Cartucho não vai ao ar no Tinta China, confira no blog as etapas anteriores: aqui, aqui também e mais aqui. Ah, a barulheira ao fundo se explica: é o foguetório e o tim-tim das taças de champanhe. Engraçadinhos também sabem comemorar.

Texto extraído do blog Tinta China.

3 de dez de 2009

O 6º CARTUCHO FOI UM SUCESSO!

Nas fotos clicadas pela Crespinha, o registro de um evento maravilhoso, que a cada ano se fortalece e se torna melhor.