Xiru Lautério "O PERSONAGEM MAIS BAGUAL DAS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS BRASILEIRAS"

28 de nov de 2012

Xiru Lautério em Jari -RS

Em 1º de novembro estive com o Delanir, proprietário da Livraria Nobel, de Santa Maria, na aprazível e hospitaleira cidade de Jari.
Foi um dia buenacho, em que tive a oportunidade de conhecer (e desenhar) boa parte da população estudantil, além de professoras e autoridades da cidade. Foi bom demais, o povo bonito daquela cidade missioneira lembra muito a gente de Tupanciretã, terra de minha infância.


Com Leandro Pott, editor do site Viva Jari (foto do site)









http://files.vivajari.webnode.com.br/200000953-915b9919fa/fl00.jpg

27 de nov de 2012

O 9º CARTUCHO EM FOTOS

Gisele Guimarães
O Reponte Temático do 9º Cartucho foi devidamente registrado, por vários fotógrafos e suas máquinas maravilhosas.
As fotos abaixo foram clicadas pelo olhar atento de meu amigo Bica Beltrame, fotógrafo de grande competência.
O show de abertura foi feito pelo casal Gisele e Maninho, igualmente competentes.
Maninho Pinheiro


Gisele de São Luiz Gonzaga...


Bier, Edgar Vasques, Byrata e Marilze "Crespinha" de Vargas Lobo




Maucio: criador e comandante do Cartucho


Bier
O cartunista Bier, um dos maiores incentivadores do Cartucho  é o próximo homenageado do  encontro, no ano que vem, em sua décima edição.

O cartunista Cado

Cado foi o ganhador do 1º lugar do 3° Santa Maria Cheia de Graça , Salão de Humor  do Mercosul

Alisson Affonso de Rio Grande

Donga de Arroio Grande (próximo de Rio Grande)

Rafael Correia, o criador de Artur o Arteiro



Moa Gutterres de Porto Alegre

Joel Almeida de Giruá


Savio Moura
Savio Moura, além de ser de São Luis Gonzaga é criador das tirinhas em quadrinhos "COMO É DURA A VIDA NO CAMPO", universo dos personagens: Virso, Chiru Velho, Dna. Palometa, Juracema e outros...


Bruno Ortiz

Santiago (Neltair Rebés Abreu)


Edu (Ilustrador da ZH)

Maucio
Edgar Vasques



Elias

Rose Carneiro, Capitã da Chile e Maucio, mostrando a caricatura que fiz especialmente pro  homenageado  do 9º Cartucho, o Renato Canini.

Olga, Santiago, Crespinha e Byrata


Olga, Santiago, Paulo "Tapejara" Lousada, Jô, Crespinha e Byrata

O BOM HUMOR NA PRAÇA


Postado por  em 26 nov, 2012 | Nenhum comentário

Cartunistas gaúchos proporcionaram alegria e reflexão ao público de Santa Maria durante a nova edição do Cartucho, realizada de sexta-feira até ontem (Foto Rafael Dias/A Razão)
Lápis especial, cartolina e criatividade. Com esses três elementos, ilustres e anônimos marcaram sua presença no 9º Encontro dos Cartunistas Gaúchos (Cartucho), realizado no final de semana em Santa Maria. O evento, que abriu na noite de sexta-feira, com debate e definição do tema dos desenhos, e encerrou no domingo, reuniu profissionais conhecidos por seus trabalhos e o público que passou pela Praça Saldanha Marinho, no sábado. A festa só não foi mais completa porque o convidado especial e homenageado do encontro, Renato Vinícius Canini, ilustrador brasileiro que ganhou projeção desenhando o personagem Zé Carioca, não pode comparecer. Segundo informações, Canini ficou abalado com a internação do escritor Luis Fernando Veríssimo, seu grande amigo de longa data.
Mesmo sem Canini, cerca de 20 cartunistas participaram das atividades. Um dos convidados foi Sávio Moura, autor das tirinhas É Dura a Vida no Campo, publicadas todas as terças-feiras no suplemento A Razão de Ler. Natural de São Luiz Gonzaga, nas Missões, o colaborador de A Razão falou do seu próximo projeto: contar a história da Revolução Farroupilha em forma de gibi. Sávio também divulgou seu último trabalho, a edição número 4 de É Dura a Vida no Campo, que traz os personagens Virso, Juracema, o Galo e o Porco, entre outros. Outro colaborador do A Razão de Ler, o cartunista e chargista Jô Xavier, autor de Henriqueta, esteve entre outros participantes.
“Após nove anos, cada vez mais o Cartucho se consolida como um dos mais importantes eventos da área. Os cartunistas têm o prazer de participar. O Cartucho tem uma estrutura básica que se reconstrói a cada ano. Aqui, temos cartunistas com projeção mundial acessíveis ao público”, comemorou o santa-mariense Jorge Ubiratã Lopes, o Byrata, um dos idealizadores do Cartucho e do Cartuchinho (evento voltado para o público infanto-juvenil). Criador de Xiru Lautério, personagem campeiro, Byrata foi tema da reportagem do Segundo A Razão do último final de semana em A Razão.
Também participaram do 9º Cartucho os cartunistas Santiago, Edgar Vasques, Donga, Cado, Alisson, Elias, Rafael, Bier, Moa, Bruno, Edu, Chiquinha, e o pessoal do Quadrinhos S/A (Dani Gomes, Fernan Pires, Marcel Jacques, Marcel Ibaldo e Kiko Paim). Mais detalhes dessa festa da arte serão publicados em matéria especial no suplemento A Razão de Ler.

Visite:

SANTA MARIA "A CAPITAL DO BOM HUMOR"

O 9º CARTUCHO saiu no Diário de Santa Maria em matéria
do Rodrigo Ricordi, ilustrada pelo Paulo Chagas:









































Visite:
http://www.clicrbs.com.br/pdf/14277319.pdf

Xiru Bagual é matéria na Razão


O XIRU EM MATÉRIA DO JORNALISTA RICARDO RITZEL EM A RAZÃO:

Gracias ao pessoal da Razão, direção e funcionários e um abraço especialíssimo ao Ricardo Agne Ritzel, pelo excelente trabalho. O Xiru e autor agradecem...




O mais bagual dos personagens

Postado por  em 16 dez, 2011 | 2 Comentários
Byrata e sua segunda obra “Xirú Lautério e os Dinossauros”
Descrever Xirú Lautério é resgatar a própria figura do gaúcho histórico, aquele que ia de estância em estância, numa busca errante de trabalho temporário, um canto de galpão para assar uma carne, contar e ouvir “causos” e, depois, dormir e ir embora.
O autor, Jorge Lopes, o Byrata, se inspirou nos clássicos da literatura gaúcha, como “Martin Fierro”, “Antonio Chimango” e “O Tempo e o Vento” para criá-lo, assim como as histórias que ouvia na infância vivida no meio rural do Rio Grande do Sul.
Xirú Lautério é um índio xucro, meia idade, cerca de 1,80m de altura, um pouco judiado pelo tempo, linguajar missioneiro,meio desconfiado, farto bigode, bota, bombacha, chapéu de barbicacho, camisa branca e o tradicional lenço vermelho maragato. Uns dizem que ele é de Julio de Castilhos, outros que veio da fronteira missioneira, mas o certo é que ele é de Tupanciretã.
Na verdade, ele é o mais bagual dos personagens dos quadrinhos brasileiros, como classificou a crítica de São Paulo e Minas Gerais quando o autor lançou o “Xirú Lautério e os Dinossauros Parte I”, por aquelas bandas do país.
Sim leitores, Xirú Lautério é literatura em forma de quadrinhos. E da melhor qualidade. E mais, uma história em quadrinhos digna de ser colocada na estande junto com os grandes das letras pampeanas, deste lado e do outro da fronteira, como José Hernadez, Facundo Quiroga, Ramiro Barcelos e Érico Verísimo.
E o mais certo de tudo é que Xirú Lautério é um pouco de todos nós, gaúcho, ao exaltar com orgulho o nosso passado histórico comum, enxerga com ironia e humor este confronto cada vez maior entre o campo e a cidade dos dias de hoje, assim como a crescente velocidade da vida moderna. Mas, o mais importante, também questiona com firmeza o futuro de nossas tradições, por que em “Xirú Lautério…” o leitor irá encontrar muita história (“e com substância”, como diz o autor), o presente e também o futuro de uma cultura chamada de gaúcha.  E Santa Maria sempre está presente, mesmo que do outro lado do deserto que vai dar no Alegrete, na silueta dos edifícios ao lado dos montes, na entrelinha dos diálogos. Afinal, o autor foi gerado em Tupã, “mas nascido e criado na Boca do Monte”, como ressalta o Byrata.
 “Quando criei o Xirú, lá pela década de 70 do século passado, a inspiração veio dos causos que ouvi na minha infância, dos heróis gaúchos da literatura e, também, de um primo, Enir Lopes, e de um tio, Junot Silva. Os dois juntos são a própria personificação do Xirú Lautério. E, uma curiosidade: o Lautério é uma homenagem ao  “Antonio Chimengo”, do Ramiro Barcelos, onde havia o personagem do Tio Lautério. Descobri mais tarde que o Lautério, do Barcelos, realmente existiu e é avô do nosso maestro Setembrino. Que coincidência”, comentou Byrata.
Para aqueles que ainda não leram a primeira parte desta aventura, lançada em 2007, o nosso herói vaga errante por um Rio Grande rural, em algum lugar entre Alegrete, São Luiz Gonzaga e Santa Maria, sem deixar de dar umas “volteadas” em Júlio e Tupanciretã. Quando Xirú cruza por uma estranha região formada por coxilhas arenosas, se depara com um bando de répteis pré-históricos. Passado o susto, o nosso gaudério não teve dúvidas, laçou um dos bichos e o churrasqueou ali mesmo, sem nenhuma dúvida.
E as surpresas continuam quando Xirú conhece um cientista alemão, chamado de Hauskunstein, que com o pretexto de estudar  a fauna e a flora do Rio Grande do Sul, desenvolve uma máquina que permite trazer criaturas do passado para os dias de hoje. Ora, a Depressão Central gaúcha é um das mais conhecidas e ricas regiões do planeta em paleontologia. Os dinossauros então encontram o nosso herói em uma aventura com muito humor e questionamentos.
Em “Xirú Lautério e os Dinossauros”, parte II, a estória começa quando o mesmo cientista europeu agora já está capitalizando a sua invenção e necessita de peões acostumados a lida campeira para manejar na magueira, embretar e embarcar estranhas criaturas com mais de 200 milhões de anos e com tamanho três vezes maior que o gado normal do pampa, sem falar de laçar, carnear e churrasquear os animais.
Emfim, está lá toda a nossa história, desde os primórdios da Terra, passa pela chegada da civilização por estas bandas, chega aos nossos dias e arrisca um futuro comum a todos nós, gaúchos. Boa diversão, boa história e boa leitura. De novo, o Byrata acertou a mão, literalmente.

19 de nov de 2012












A programação do  Cartucho:

SEXTA, 2320H30MIN - ABERTURA NA CESMA
                    SORTEIO DO TEMA
                    SHOW GISELE E MANINHO


SÁBADO, 24 
10h - CHIMARRÃO COM NANQUIM - CALÇADÃO
16h - CARTUCHO DE LOMBA (Rua Serafim Valando, abaixo da Vale Machado)

22h - RECOLHIMENTO DOS TRABALHOS NA RECEPÇÃO DO HOTEL ITAIMBÉ 

DOMINGO, 25
12h -  ALMOÇO NO VERA CRUZ
14h - ABERTURA DA INVERNADA DO HUMOR 

18 de nov de 2012

CARTUCHO, CARTUCHINHO E ESPOLETA

A 4ª  EDIÇÃO DO CARTUCHINHO:


Desde 2009 vimos realizando oficinas de Desenho de Humor, nas escolas públicas de Santa Maria, uma ação coletiva que visa consolidar o CARTUCHO - ENCONTRO DOS CARTUNISTAS GAÚCHOS.
O objetivo tem sido alcançado e a cada ano aumenta o público apreciador do cartum na cidade, tornando Santa Maria importante polo de valorização da produção de desenho de humor, contribuindo para a formação de gerações mais críticas e bem humoradas.
No ano passado avançamos um pouco mais no projeto do CARTUCHINHO e publicamos os trabalhos dos alunos em uma cartilha, que intitulamos ESPOLETA, que saiu em sua primeira edição com 24 páginas. A segunda edição da ESPOLETA, que será lançada no 9º CARTUCHO, sairá com 72 páginas.

Este ano ministramos, Elias, Jô e Byrata, através do CARTUCHO, seis oficinas, entre elas inclue-se a oficina ministrada pelo Elias, na Escola Celina de Moraes:

Elias orientou alguns alunos da Escola Celina de Moraes (foto: Vanessa/Chili)

























Confira mais: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=380621922017928&set=a.380621872017933.91046.100002103712382&type=1&theater

14 de nov de 2012

CARTUM PARA AS NOVAS GERAÇÕES

O CARTUCHO SE CONSOLIDA PARA O FUTURO, ATRAVÉS DE AÇÕES QUE CONTRIBUEM PARA SEU APRENDIZADO NAS ESCOLAS DE SANTA MARIA.


Temos promovido oficinas junto a jovens desenhistas de várias escolas da cidade. Os trabalhos resultantes serão publicados na Espoleta, a Cartucheirinha do Cartucho, em sua segunda edição este ano. Vida longa ao Cartucho!


Luan Kunz de Oliveira, da Escola Aracy Barreto Sachis, exibe orgulhoso seu cartum sobre rock. Foto de Vanessa, da Chili.






































Veja mais:

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=380634542016666&set=a.380634468683340.91052.100002103712382&type=1&theater

9º CARTUCHO EM PLENO VAPOR


O 9º CARTUCHO JÁ ESTÁ BOMBANDO A BASTANTE TEMPO, DESDE SUA ORGANIZAÇÃO E PLANEJAMENTO, QUE COMEÇOU LOGO APÓS O TÉRMINO DA ÚLTIMA EDIÇÃO. QUE O DIGAM O MÁUCIO E AS INCANSÁVEIS GURIAS DA CHILI, SOB O COMANDO DA ROSE CARNEIRO.

Desde a semana passada temos ministrado oficinas de cartum nas escolas locais, Elias, Jô e eu. Tem sido uma experiencia como sempre motivadora e satisfatória, Sou um privilegiado por cada oportunidade destas.

Jô ministrando oficina na  Escola Básica Estadual Dr.Paulo Devanier Lauda, em foto de Vanessa, da Chili

















Veja mais:
http://www.facebook.com/photo.php?fbid=380662998680487&set=a.380662922013828.91068.100002103712382&type=1&theater

10 de nov de 2012

SEGUE A JORNADA DO XIRU NO PARÁ

Acharam que a viagem havia acabado? Pois segue o baile... o Xiru véio ta perdido no parazão, ainda bem que nas boas mãos do Mesquita.



Novos registros do Xiru Lautério em aprazíveis terras paraenses. (Mesquita)


Num restaurante quando de nossa chegada na noite de 02 de novembro em Marudá, praia de mar no distrito de Marapanim ao nordeste do Estado do Pará. Desde Belém são 160 km de rodovias BR-316, PA-136 e PA-318. (Mesquita)

Uma hora após, no Porto tomamos um Barco que levou 40 minutos até a Ilha Algodoal, nosso destino.  (Mesquita)






9 de nov de 2012

CANINI: PAGO PRA VER

O grande cartunista gaúcho Canini teve sua obra PAGO PRA VER, lançada na Feira do Livro de Porto Alegre, estivemos lá e pudemos participar de momentos inesquecíveis, que ficaram registrados na história do cartum brasileiro.

PAGO PRA VER, livrão com mais de 200 páginas de cartuns do Mestre Canini, obra publicada pelo Istituto Estadual do Livro, impresso pela Companhia Rio-grandense de Artes Gráficas.
A edição esteve ao cargo do cartunista Fraga, a seleção dos desenhos foi feita pelos cartunistas Rodrigo Rosa, Fabio Zimbres e Fraga. O projeto gráfico foi do Fabio Zimbres.


ENCONTRO NO SANTANDER CULTURAL


Antes da sessão de autógrafos da obra, assistimos a uma belíssima homenagem prestada pelos colegas, na quinta-feira, dia 7/12 na Sala Oeste do Santander Cultural, onde fizeram parte da mesa,  Edgar Vasques, Fraga, Lancast, Santiago, Luis Fernando Verissimo e o próprio Canini, com a mediação de Goida, em descontraído bate papo sobre os personagens e a carreira do brilhante quadrinista, cartunista, ilustrador, caricaturista e chargista.


Veríssimo, Canini e Goida (Foto: Felix Zucco/Agencia RBS)

Juska, Uberti e Pedro Alice, em desenho do Edgar Vasques, feito na hora das homenagens. Edgar estava na mesa, composta por Santiago, Veríssimo, Fraga, Goida, Canini e Lancast. Desenhava entre respostas a perguntas, o Cara é bala! Captou até as expressões das "vítimas"... (Em tempo: a imagem, roubei de uma postagem do Simch, embora tenha tido a oportunidade de vê-la ao vivo, mostrada pelo autor).

MOMENTOS DE AUTÓGRAFOS


Hals, Fraga e Byrata, em foto clicada pela Crespinha

Crespinha, Canini e Byrata durante o autógrafo de PAGO PRA VER

Vem aí o 9º Cartucho!


Os cartunistas gaúchos vão se reunir novamente no "Coração do Rio Grande"! DIAS 23/ 24 e 25 DE NOVEMBRO 2012.

6 de nov de 2012

Xiru Lautério na Feira do Livro de Porto Alegre

Pois então! 

Partimos pra "Capital de Todos os Gaúchos" de mala e cuia, pelo menos durante a Feira do Livro de Porto Alegre.
 O Xiru esta na banca da CESMA - COOPERATIVA DOS ESTUDANTES DE SANTA MARIA e na tarde de quarta feira, dia 7/11/12 estarei lá pra encontrar os amigos e trocar umas idéias. Irei também no lançamento do livro do Canini, Pago Pra Ver.(http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/cultura-e-lazer/segundo-caderno/noticia/2012/10/renato-canini-autografa-nesta-quarta-coletanea-de-desenhos-e-cartuns-em-que-retrata-com-humor-a-vida-no-pampa-3927995.html)


O Xiru enfrentou a morte e viveu pra contar, leia esta HQ  legitimamente bagual e saiba os detal...

O Xiru véio é mais bagual que dinossauro, leia os "detal" nesta HQ gaudéria louca de coxuda (mais de 100 páginas de puro bagualismo)...